Instalando Pisos Sextavados


Os pisos, ou bloquetes, sextavados são muito populares na pavimentação de áreas de trânsito intenso. Todos nós já vimos alguma instalação mal-feita deste tipo de bloquete, apresentando desnivelamento, rachaduras ou desgaste desigual. Isso acontece quando os pisos hexagonais não são instalados corretamente, embora o encaixe perfeito das peças seja pensado para distribuir o impacto de forma igual. Outro benefício dos pisos sextavados, quando instalados corretamente, é o fato de propiciarem escoamento de águas, o que configura um importante benefício de diminuição de impactos ambientais. O primeiro passo para a instalação bem feita de bloquetes sextavados é o planejamento. Observar e medir a área adequadamente permitirá que os pedreiros possam calcular a quantidade de peças individuais a serem usadas; os tipos de pisos sextavados são organizados de acordo com dimensões e resistência à compressão: 35Mpa, para áreas de tráfego pesado, e 50Mpa, para áreas de tráfego super-pesado. Estes blocos diferem, ainda, com relação à espessura: 6 e 8 cm. O cálculo da quantidade de peças a serem utilizadas é realizado a partir da divisão da área do piso pela área de cada um dos bloquetes. Para calcular a área do hexágono, pode-se utilizar a seguinte fórmula: Área: 1,5 x dimensão da aresta x largura do hexágono.

Na hora de efetuar a instalação de fato, duas dicas são de suma importância. A primeira é começar pelas bordas, para evitar que as peças necessitem de recortes e instalações que não utilizem toda a área de cada peça. Em segundo lugar, em caso de declives, começar por baixo, para evitar que as peças deslizem no assentamento. Após o assentamento, é necessário espalhar areia para consolidar as juntas.